terça-feira, 30 de agosto de 2016

A mesa virou e ela disse:

Sabe, seu cabelo vai caindo durante o dia. 
De manhã você deixa ele todo pra cima, como se estivesse saindo pra conquistar suspiros e cantadas por aí. 
De noite ele já está todo caído e você está com sua cara de cansado, mas sempre se esforça para sorrir para mim. Sempre me aninha no seu abraço e tenta quebrar meu silêncio. Sempre tenta me lembrar de que tudo vai melhorar e falta só mais um pouco para que eu consiga tudo o que eu quero.

Sabe, talvez seja você mesmo a pessoa que vai me tirar desse marasmo. Que vai fazer com que eu sinta que minha vida vale a pena e que basta eu querer para poder brilhar sendo eu mesma.

Eu perdoo sua imaturidade, seu chulé e suas inúmeras conversas sem sentido. Eu só quero que você diga bem baixinho que me ama. Me abrace toda manhã e faça carinhos no topo da minha cabeça. Que me dê beijos sinceros quando eu precisar. Que escorregue suas mãos enormes e bobas pelo meu vestido sempre que possível.

Eu só quero você. É pedir muito?

Nenhum comentário:

Postar um comentário