segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Maggot Brain

Como a tela de um computador vazio que nada contém, estamos ambos aqui
mudando nossos sentimentos como mil pixels que dançam e distorcem, saturando tudo o que há a ser saturado
E eu adoraria mostrar tudo o que este pequeno corpo pode oferecer
São mentiras que infelizmente vieram à tona
São sentimentos que infelizmente não sei controlar
As noites em que agonizo e não sei mais onde – ou o quê – procurar

Sabe, faz tempo que não me sinto assim
E antes eu mesmo criaria sombras de ódio perante a mim ao cogitar pensar em tais coisas
Mas me foi descoberto, ao ápice de minha criatividade, que todo o problema se originou na raiz
Me sinto como tal pois fui criado assim

E hoje sou esse tapete
que morde, vez em quando

Mandei mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário